Home » Notícias » Pecuaristas cautelosos: intenção de confinar cai 7% este ano

Pecuaristas cautelosos: intenção de confinar cai 7% este ano

Compartilhe isto:

As incertezas do mercado e os vestígios da Operação Carne Fraca estão influenciando na decisão dos pecuaristas sobre confinamento este ano. O primeiro levantamento aponta queda de 7% na intenção de confinar em 2017 em comparação com o mesmo período de 2016. Este ano, 701,8 mil animais devem ser confinados e em abril do ano passado a intenção era confinar 755 mil animais.

O mercado do boi gordo passa por um momento de recuperação de preços depois de uma desvalorização em consequência dos desdobramentos da Operação Carne Fraca. O preço da arroba do boi gordo está 5,4% menor neste período do ano em comparação com igual período do ano passado, passando de R$ 132,19 para R$ 124,67 à vista para desconto do Funrural. No começo de abril, o percentual de desvalorização da arroba chegou a 10%.

Os bezerros amargam queda ainda maior, o animal custava R$ 1.316,07 em média em abril de 2016 e este ano está R$ 1.116,43, 15% mais barato. Com isso, mais fêmeas estão sendo abatidas e a participação delas passou de 38,9% para 50% do total de animais.

De acordo como diretor-executivo da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Luciano Vacari, parte deste cenário é consequência dos desdobramentos da Operação Carne Fraca, que abriu portas para que as indústrias frigoríficas manipulassem o mercado para derrubar os preços.

“Estamos vendo que mesmo com as boas condições de preços dos insumos, o pecuarista está cauteloso. A queda da arroba e a instabilidade na escala de abate estão segurando o produtor na hora de decidir.”

De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), dos 701 mil animais estimados para o confinamento, 52% já foram adquiridos, que representa cerca de 360 mil animais.

O primeiro levantamento de 2016 apontou intenção de confinar 755,5 mil animais e o resultado final foi de 615,8 mil, uma frustração de 18%. Caso a mesma proporcionalidade seja aplicada, Mato Grosso pode fechar o ano com 594 mil animais confinados.

Fonte: Acrimat, resumida e adaptada pela Equipe BeefPoint.

 

Compartilhe isto: